Corte de Juros no Mercado Imobiliário

O Corte de Juros foi anunciado neste mês de Agosto/2017


O que é a Taxa Selic?
A Selic é a taxa usada para empréstimos de um dia para o outro. Essa taxa é uma referência do custo do crédito no Brasil. Por isso é também conhecida como Taxa Básica de Juros. 
Exemplo: Imagine que você é um banco e precisa de dinheiro para fechar a conta do dia. Para quem você pede? Para um banco. E como funciona para você, que não é um banco, pedir dinheiro emprestado? Os bancos usam a SELIC como referência mínima dos juros. Mas além da SELIC entra para a conta os custos do banco, risco de inadimplência e o lucro do banco. Quem define a SELIC é o Banco Central e isso acontece 8 vezes por ano em uma reunião que é avaliada a economia brasileira e a inflação. Quanto mais alta essa taxa, mas caro fica para emprestar dinheiro. 

Veja como alguns bancos reagiram a questão do corte na taxa de juros para financiamento imobiliário: 

CAIXA ECONÔMICA FEDERAL: 

A Caixa Econômica não planeja repassar o corte da Selic para as taxas de juros cobradas em novos contratos de financiamento imobiliário. Isso porque a Caixa informou que o ano passado já havia feito revisão nos cortes de taxas e que por isso, neste momento a Caixa não irá prever o repasse do corte da Selic. A Caixa é a maior concessora de crédito imobiliário do Brasil.

Confira os outros bancos: 

BANCO DO BRASIL:

O Banco do Brasil reduziu a taxa para o crédito imobiliário (SFH): 

Taxa atual: de 9,99% a 10,94% ao ano
Nova taxa: de 9,74% a 10,69% ao ano

BRADESCO 

O banco informou que "vai repassar o corte de 1 ponto porcentual da taxa Selic para as principais linhas de crédito de pessoa física e pessoa jurídica". O banco não especificou quais linhas serão beneficiadas e o tamanho dos cortes. 

ITAÚ

O Itaú também disse que vai repassar "integralmente a seus clientes o corte de 1 ponto percentual da taxa básica (Selic) anunciado nesta quarta-feira". O banco lembrou que essa é a quinta vez que o banco reduz suas taxas de juros no ano. O banco não divulgou o valor das taxas e nem se serão repassadas para o crédito imobiliário, mas disse que iniciará no próximo dia 1º e que variam de acordo com o perfil de cada cliente.

SANTANDER

O Santander anunciou que clientes do banco têm acesso ao crédito a taxas de um dígito. Os novos juros vão vigorar por dois meses, com possibilidade de prorrogação de prazo. Para usufruir do novo custo de financiamento é necessário ser cliente pessoa física.

Para usufruir do novo custo de financiamento é necessário ser cliente pessoa física Santander e optar pelo pagamento do empréstimo em parcelas atualizáveis (SAC). Pelo Sistema Financeiro da Habitação (SFH), a taxa será de 9,49% ao ano e para Carteira Hipotecária (CH) de 9,99% ao ano.

Fontes: Valor / Gazeta Online / G1

Comentários